Ah! O verão!




Você já deve ter passado pela seguinte situação: Você entra num elevador, numa fila do banco ou na fila do pão e alguém olha para sua cara e fala: “Tá calor, né?”, você concorda e começa um diálogo sobre a noite que foi péssima por causa do calor ou sobre a água da torneira que estava quente e várias outras situações que são incomuns para quase todo mundo nessa época.


O que me causa um certo estranhamento esse ano é que o calor parece maior ou mais do que o normal, isso tudo por causa do maior número de relatos, se fossem só o que fazem surgir uma conversa seria ótimo, mas o fato é que o desconforto físico tem levado as pessoas a uma irritabilidade além do normal causada pelo estresse térmico.


O estresse térmico é uma reação à alta temperatura que resulta numa sensibilidade que altera o humor das pessoas, o corpo reclama do calor e se comporta como se ele estivesse sendo atacado e assim para se defender ele manda a mensagem para o nosso organismo que não “tá tranquilo e nem favorável”.


Para se proteger o corpo tenta regular a temperatura rapidamente, dilatando os vasos que perdem líquido e empurrando o calor para fora do corpo, ou seja, aquela suadeira toda é seu corpo se defendendo. Para conservar a pressão sanguínea o coração bate fica acelerado e com a dilatação dos vasos sanguíneos a nossa pele vai eliminando líquido, buscando compensar o calor de dentro para fora.


Qual seria a solução para evitar esse sofrimento no verão? Beba água querida pessoa que me lê. Essa é a única solução para você não sair por aí com raiva do mundo e ainda aproveitando o verão para fazer amizade no buzu ou na fila do pão.


Água vai literalmente esfria sua mente que com o calor tende a sugar, os profissionais que trabalham exposto ao calor são os que mais sofrem durante essa época do ano, o detalhe é que aqui no Nordeste não tem muita diferença entre as estações, a única diferença é calor com chuva ou não.


As inúmeras profissões que precisam atuar na rua devem prestar atenção e manter o cuidado maior durante esse período, com protetor solar constantemente para evitar insolação, eu poderia sugerir que as pessoas evitassem se expor nos horários das 10 às 16 horas, mas quem não tem escolha, deve procurar uma sombra e ambientes ventilados, usar boné ou chapéu e se hidratar com frequência com água e sucos, comer verduras e frutas.


As recomendações é de beber oito copos de água, nas minhas contas com sede o corpo pede bem mais que isso e pensando que vamos beber mais líquido, vamos fazer mais xixi também,né?

O que nos leva a necessidade usar roupas mais acessíveis, leves e favoráveis, já que vamos fazer mais xixi, devemos prestar atenção para não prender a bexiga, se sentir que deu vontade, procure um banheiro e mesmo sem a bexiga completa, vá e coloque o pouquinho para fora, facilite o seu metabolismo.


Acredito que para pedestres fica mais fácil manter a hidratação, os condutores procurem meios para beber mais líquidos e se alimentar, imagina ter que passar horas sentado nesse calor e ainda com sede e fome? Não espere adoecer e faça paradas para se alimentar e fazer xixi também. Trabalhar é bom, com saúde é melhor ainda.


Vou deixar para você uma música que reflete como era o verão nas décadas passadas...ahhh,o verão!!!!E o filme é uma comédia nacional para você dá algumas risadas e manter seu bom humor nesse verão, nada de estresse térmico, ok?


Dica de Música:

Marina Lima - Uma Noite e Meia



Dica de filme: Filme Os Farofeiros



Textos em destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts recentes