Paciência




Atualmente se fala muito em crise, o que significa que alguns serviços vão ficar sobrecarregados por ter um número desequilibrado entre demanda e oferta. E esse dado já reflete o setor específico de motoristas de táxi, com muitos aplicativos e ofertas de valor com vários descontos ainda existem motoristas que não sabem lidar com a concorrência e se diferenciar.

“A gente espera do mundo

E o mundo espera de nós,

Um pouco mais de paciência”

Lenine - Paciência

Imagine a situação: Um sábado a tarde depois de você passar a semana toda trabalhando, você ainda precisa sair pra pagar contas, fazer compras pra casa e outras atividades, você almoça e pedi um táxi por aplicativo e olha que rapidez o carro chega com menos de dois minutos, ótimo, lá vamos, estamos cansadas, mas dispostas a fazer tudo e voltar pra casa logo, então chega o táxi, tudo ok, até que começa a conversa:

Joana:

Por favor, o senhor nos deixa em determinado estacionamento? Para ir pra lá é só pegar a via interna da avenida.

O taxista prontamente responde:

Minha senhora pra ir lá só tem esse caminho!

Oh! Achei agressivo e respondi:

Não! Para chegar lá você têm vários outros caminhos. Só respondi isso.

Joana falou novamente:

Nós queremos ficar em tal estacionamento!

Ele respondeu:

Minha senhora, não pode entrar nesse estacionamento não!

Joana:

Claro que pode! Eu venho aqui quase todo dia!

Ele se calou, quando chegamos próximo ao local, ficou nítido que ele nunca nem tinha visto ou ido aquele local, até aí ok!

O melhor vem agora. Quando parou o carro ele foi calcular o valor com o desconto e deu R$9,95 reais, Joana pegou uma nota de R$50 reais para pagar pedindo desculpas, pois não tinha um valor menor, o vulgo “trocado”. Nesse momento o clima se transformou no carro! Ele pegou a nota e brutalmente respondeu:


Taxista:

Ah! Tenho troco não, a senhora deveria ter dito que passaríamos no posto pra trocar, não tenho nada, essa é a minha primeira corrida!


Uma verdadeira avalanche de reclamações, eu sem energia pra discutir, catei a minha bolsa de moedas e fui contar pra ver se tinha o suficiente em moedas pra sair daquele carro e juntei moedas de R$ 0,50 centavos até formar o valor, enquanto isso, Joana dizendo que não era hábito andar com notas grandes e tal, essa odisseia acabou eu não abri minha boca, sai do carro e esse baita motorista ainda virou na cara de Joana e contou moedas por moeda e ela ironicamente perguntando se o valor estava correto e falou: Agora o senhor tem moeda suficiente para dar troco!

Eu desci do carro e calada continue e ao entrar no local, a minha primeira atitude foi: entrar no aplicativo e avaliar o motorista, ainda dei duas estrelas e coloquei um breve relato como justificativa: “Péssimo tratamento”.

Resultado: pretendo dar um tempo nesse aplicativo, por causa desse motorista, até porque tenho vários outros que os profissionais são consistentes em seu atendimento e não tratam os seus passageiros dessa forma e nem algo parecido, já entrei em contato várias vezes com a central de atendimento desse aplicativo sobre a necessidade de qualificar seus motoristas e ele não me respondem nada.


Então, como a concorrência é grande escolho o que me trata melhor e supre a minha necessidade. Pensando nessa situação incômoda destaco aqui alguns pontos que trabalho na minha consultoria que presto para motoristas profissionais.

  1. Lidar com o público exige paciência se você não é assim não se meta nesse setor;

  2. Pergunte sempre qual o caminho que o passageiro quer que você siga, o passageiro é quem manda;

  3. Nunca aumente a voz pra um passageiro, lembre-se toda e qualquer ação gera uma reação, mantenha um tom de voz compatível com a sua atividade;

  4. Trate homens e mulheres igualmente, não faça diferença entre gêneros, uma mulher merece ser tratada com respeito e igualdade, não se prevaleça que você é um homem e naquele momento você transporta um ou mais mulheres, isso não significa poder, significa que você estar prestando um serviço e seu cliente merece um bom atendimento;

  5. Assim como o passageiro que deve pagar a corrida, todo motorista é responsável pelo troco do passageiro, o passageiro quer pagar mais o motorista não facilita, existe uma grande possibilidade dessa corrida não ser paga e ficar "fiado”, motoristas que trabalham com dinheiro trocado torna o serviço melhor pra todos;

  6. Conheça a cidade, se não conhece a cidade não invente de conduzir um veículo, amadoramente fica difícil, imagina profissionalmente;

  7. Deixe essa função pra profissionais ou se qualifique e seja um bom profissional;

  8. Estar mal humorado não conduza um veículo, ou melhor, não saia de casa, mau humor é contagiante e atrapalha as outras pessoas, estraga o seu dia e dos outros;

Enfim, espero que esse tipo de situação não aconteça com ninguém, pois é muito desagradável.

Não esqueça o mercado se encontra cheio de gente querendo trabalhar e qualificada, se você não tem esse perfil deixe pra quem sabe fazer.


Dica de música: Paciência - Lenine




Dica de filme: Zootopia





Textos em destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts recentes