Qual o combustível do Brasil?




Estamos em 2018 e esse ano é sem sombra de dúvida um ano de mudanças, por vários motivos, seja pelas suas inúmeras datas comemorativas, por ser um ano de eleição ou pelas manifestações constantes sobre mobilidade.


Estamos em maio e já foi possível constatar que a nossa mobilidade apresenta um estado crítico, aqui em Salvador na Bahia e no Brasil.


Por inúmeras vezes esse ano o aumento da gasolina causou diversos transtornos para a população essa que aparentemente já demonstrava certa conformidade ou até mesmo desconhecimento do impacto de tal ato para a vida de cada um.


Ai você me diz, se eu não tenho carro por qual motivo eu devo me preocupar com o aumento de qualquer combustível? Tudo bem, eu entendo essa colocação, mas agora você não só vai entender as consequências desse aumento, como também vai sofrer um pouco com isso. Pense no efeito em cadeia, para qualquer condução de meios de sustento nesse país dependemos de locomoção. A comida para chegar à sua mesa alguém precisa levar, ou seja, do trigo até o pão pronto, tudo sofre com o aumento do combustível, nesse exato momento isso pode ser visto para entender qual é a dimensão dessa situação.


“Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer

E muita greve, você pode, você deve, pode crer”

(Gabriel o Pensador)


Podemos ver que a Gasolina o combustível do Brasil nos suscita as seguintes questões:

  • Como os profissionais do trânsito precisam ser valorizados, seja qualquer profissional do agente ao caminhoneiro, precisamos ser tratados com a dignidade que a nossa atividade exige, será que é necessário fazer greve todos os meses para sermos vistos?

  • As ferrovias desvalorizadas, o trem uma possível solução? Não se esqueça de que esse foi o principal meio de transporte para a transformação e crescimento do Brasil e nesse momento é um sistema que nunca é apontado com solução para nada, qual seria o motivo?

  • Quais são as outras fontes de energia sustentáveis para nos abastecer? Gás natural, biodiesel, eletricidade, energia solar ou eólica?

  • Quando teremos um transporte público de qualidade? País desenvolvido é onde o transporte coletivo funciona e não o contrário.

  • A Mídia apelativa gera um verdadeiro caos e leva a população a encher os tanques enlouquecidamente levando os motoristas a armazenar o combustível de forma errada o que pode gerar infrações e acidentes, pois fazer o uso de gasolina em qualquer galão só pode ser feito em caso de pane seca (art.180 do CTB). Isso realmente é necessária produção?

  • E o Combustível superfaturado? A lei da oferta e da procura, né? Se tiver pouco, vamos cobrar caro? Não,né? Isso é perverso com a população que necessita do combustível e será que podemos citar o valor dos impostos sobre o produto? Melhor não!

  • Falta de aderência da população a greve falta de conhecimento, então, toda paralisação tem um motivo, se os rodoviários param para forçar os empresários a negociarem um valor justo isso significa que alguma conta não bate, como: aumenta valor da tarifa do ônibus, os percursos são encurtados, várias linhas são retiradas de bairros para nos obrigar a fazer integração com o metrô, com tudo isso houve redução de gastos, né? E como nada aumenta para os profissionais? Esses que mantém a cidade em circulação, esses que mantém a economia e o turismo circulando? Essa conta não fecha e mesmo assim não devemos como população reclamar?

  • A Sociedade é a única prejudicada, por questões óbvias, o governo inflexível e seus gestores apresentam uma postura de que parece que eles não vivem no Brasil, pois as consequências que afetam a população não atinge de forma alguma nenhum gestor, incrível isso, né?

  • Quando a nossa mobilidade deixará de ser negligenciada?

Deixo aqui os meus questionamentos sobre a nossa “imobilidade urbana” e pergunto até quando seremos negligenciados pelos nossos representantes do poder público?


“Muda, que quando a gente muda o mundo muda com a gente

A gente muda o mundo na mudança da mente

E quando a mente muda a gente anda pra frente

E quando a gente manda ninguém manda na gente!

Na mudança de atitude não há mal que não se mude nem doença sem cura

Na mudança de postura a gente fica mais seguro

Na mudança do presente a gente molda o futuro!”

(Gabriel o Pensador)

Dica de música:

Até Quando? - Gabriel O Pensador

Dica de Filme:

Ensaio sobre a cegueira (2008)


Textos em destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts recentes