Sala de espera e haja paciência!


Sabe um lugar que testa todo e qualquer limite de convivência e educação das pessoas é uma sala de espera! Um espaço fechado que demonstra como as pessoas são em contextos maiores, deve ser por causa do estado de espera que gera certa impaciência nas pessoas e também a questão do grupo que naquele momento se forma em busca de um objetivo que é ser atendido em determinado lugar, pode ser em ambiente de saúde para fazer consultas e exames, seleção de emprego ou até a própria sala de espera de um consultório de psicologia, esse em especial rende um artigo cientifico.

Se for uma recepção para fazer um exame médico a coisa piora.


Imagina a cena:


Uma sala de espera do dentista com três pessoas são homens, onde dois conversam tentando manter contato falando sobre a crise no Brasil e o terceiro permanece no celular, do nada toca o “gemidão” do Whatsapp a recepcionista olha pra mim com aquela cara de reprovação. Eu nem dei atenção, mas claro que estava ouvindo tudo. Depois dessa o cara se calou e o outro entrou numa espécie de monólogo tão empolgado que gesticula e se bate todo e o primeiro no movimento da lagartixa, só balançando a cabeça. Enquanto isso... O terceiro, lá no canto da sala, não colocou o celular no vibra  e o Whatsapp não para de apitar, ligaram pra ele e às vezes ele grita uma senha de alguma coisa: #talcoisa, #talcoisa, eu já decorei a senha e a pessoa do outro lado da senha ainda não entrou no sistema. Aff que pessoa lenta, eu já estava com vontade de pegar o celular e soletrar a senha para pessoa do outro lado da linha. A recepcionista não aguenta o segundo senhor contando a história da separação dele, eu já sei o nome dos filhos dele, da esposa e sei até o valor da pensão que ele tem que pagar. Pasmem!



E a única coisa que vem na minha cabeça é a minha hora que não chega. Já notou que sala de espera é sempre o lugar mais frio de qualquer shopping? Nessa altura do campeonato eu já tinha espirrado três vezes e eles também pareciam um efeito em cadeia, igual a bocejo. Uma senhora adentra a sala e essa já vem espirrando, o lugar realmente é frio. Se eu te disser que toda essa situação não durou uma hora, você acredita? Eu fui a ultima a entrar de casaco e não passei nem cinco minutos lá dentro, mas consegui observar tudo isso. Viu como uma sala de espera pode criar experiências inimagináveis na nossa vida? Antes de sair o do gemidão do celular falou que estava trocando o horário com o colega que era motorista de ônibus que iria pega-lo no ponto de ônibus do Salvador shopping que se ele se atrasasse pagaria setenta reais por trecho, acredita? Aonde que eu iria imaginar que a dupla era de motorista de ônibus? Descobri numa sala de espera! Pensando nessas e em outras situações, citei algumas regrinhas infalíveis para sala de espera que você pode seguir se não quiser que ninguém descubra a sua vida toda. Pense o seguinte: O que você faz um espaço delimitado demonstra que você é num contexto maior, ou seja, se você numa sala de espera é uma dessas pessoas que descrevi, seja o tagarela, o do gemidão ou o que gritava loucamente no celular, você tem tendência a ser assim também no seu trabalho, na rua ou no trânsito. Então equilíbrio é a palavra chave agir de acordo com o contexto e só favorece a nossa convivência humana. Concorda?


  • Bom dia nunca é demais

Chegou cumprimente as pessoas, deseje bom dia, boa tarde, boa noite para todos.

Regrinha básica: Quem chega é quem cumprimenta, seja educado.

Não machuca ninguém e demonstra que você percebeu que existem outras pessoas no local.


  • Evite fala alto

Parece besteira sinalizar isso, mas você não tem noção como é chato chegar numa sala para esperar alguma coisa e ter gente que acredita que aquele silêncio é algo que deve e merece ser quebrado. Na maioria das vezes o lugar é pequeno e o silêncio é algo proposital e ninguém é obrigado a ouvir suas histórias. Se guarde para uma amiga, esse definitivamente não é o lugar ideal.


  • Celular? No modo vibra e com fone de ouvidos.

Coloque o celular no vibra, celular tocando em espaços pequenos é muito irritante. Você gosta de barulho no seu ouvido? As pessoas também não. Se alguém te ligar atenda o mais discreto possível, se for digitar ou ouvir áudio coloque o fone, aquele “tec,tec” do teclado é insuportável. O celular é seu, a vida é sua e as pessoas não precisam saber do que você comeu no café da manhã, por exemplo. Evite despertar a atenção de pessoas mal intencionadas que ao ver a facilidade de acesso e ou displicência dos seus atos, podem te seguir e fazer coisas impensadas, entenda, menos é mais.


Dica de música:


Luciana Mello - Simples Desejo




Dica de filme:


Um Namorado Para Minha Mulher (2014)





Textos em destaque
Posts em breve
Fique ligado...
Posts recentes